Página optimizada para ser apresentada com o Chrome. Se usa um browser diferente, poderá encontrar dificuldades na utilização ou visualização de alguns items.
O Internet Explorer é, em particular, conhecido por apresentar problemas e descaracterizar a formatação original dos textos.

sábado, 7 de julho de 2012

Lacerta ( Lagartixa ) ( Lagarto )




Dados da constelação:
Abreviatura oficial:  Lac
Genitivo usado para formar o nome das estrelas:  Lacertae
Possível de se observar na totalidade entre as latitudes:  90°N – 33°S 
Possível de se observar parcialmente entre as latitudes:  33
°S 54°S
Culminação à meia-noite - data em que passa mais tempo visível à noite:  28 Ago


Lacerta é uma figura celeste difícil de se localizar, por ser constituída por estrelas de fraco brilho - procure-se perto da constelação do Cisne, entre esta última e Cassiopeia. Parte ( a Norte ) está sobreposta à Via Láctea, o que dificulta a visibilidade das estrelas que a compõem.



Por ser de origem moderna, não está relacionada com nenhuma lenda antiga.
De entre várias associações feitas com as estrelas desta constelação, a União Astronómica Internacional escolheu a que foi identificada em 1687 por Hevelius, astrónomo polaco que nela viu a representação de uma Lagartixa.




Objectos celestes mais notáveis:




- NGC 7209 - um enxame estelar aberto de Mag. 7.7 , visível com binóculos.









- NGC 7243 - um enxame estelar aberto de Mag. 6.4 , visível com binóculos.












Localizem-se as estrelas e objectos celestes da constelação no mapa:


Clicar na imagem para ampliar o mapa

Mapa com fundo branco 

Se está a fazer observações do céu enquanto consulta esta página, desaconselha-se a visualização do mapa abaixo ( não clique na imagem ); a exposição a uma imagem tão clara fá-lo-á perder temporariamente a adaptação dos olhos à obscuridade, reduzindo a capacidade de distinguir pormenores mais finos. Esta adaptação, com o intuito de obter a melhor visão nocturna possível, é essencial nas observações astronómicas e demora cerca de 20-30 minutos a alcançar. A exposição à luz ( ou a um fundo branco ) reverte o processo de forma imediata, obrigando-o a esperar algum tempo para que os seus olhos se adaptem novamente à obscuridade.

Clicar na imagem para ampliar o mapa


Estrelas mais notáveis:


- α (Alfa), é uma estrela branco-azulada de Magnitude 3.8 , a cerca de 102 anos-luz de nós.
- β (Beta), é uma gigante amarela de Mag. 4.4 .
- 1 Lacertae, é uma gigante alaranjada de Mag. 4.1 .
- 5 Lacertae, é uma gigante alaranjada de Mag. 4.3 .
- 8 Lacertae, é uma belíssima múltipla óptica ( a proximidade entre as estrelas que a constituem não é real, mas fruto da perspectiva ), possível de se observar separada em 3 ou 4 componentes através de telescópios modestos. Apresenta uma Mag. ( global ) de 5.0 .
8 Lacertae
- Struve 2894, é uma bela dupla óptica de Mag. ( global ) 5.9 , possível de se observar separada nas componentes individuais através de telescópios modestos. A sua designação - Struve 2894 - deve-se ao facto de constar de um catálogo de estrelas duplas/múltiplas, muito célebre entre os astrónomos amadores modernos, elaborado por Wilhelm Struve.





_____________________________________________________________________________________________

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...